Quinta-feira, 29 de Junho de 2006

Stupid Girls

 

           

            E assim volta a Pink, com o seu novo albúm, I’m not Dead, que tem como primeiro single Stupid Girls.

A música é sobre a sua raiva e frustração com a actual obsessão pelas celebridades fúteis, juntamente com um vídeo hilariante em que se faz referências claras a caras bem conhecidas. Ao longo do vídeo, conseguem distinguir-se, claramente, referências ao vídeo que Jessica Simpson lava o carro, aos filmes de Paris Hilton com conteúdo sexual e aos acidentes de automóvel de Lindsay Lohan.

Em paralelo, são criticados os implantes mamários de tamanho exagerado, os bronzeados falsos que brilham no escuro e os fanáticos obcecados pelo ginásio, poderiam dizer respeito a muitas estrelas. A música não é só um ataque às celebridades, mas uma exposição dos exemplos errados que as "stupid girls" são para as jovens.

Acima de tudo, este videoclip da Pink é um apelo à diferença, porque não temos que ser iguais a todos os outros. Devemos fazer aquilo que queremos porque nos sentimos bem e não, só porque está definido que por norma deverá ser assim. Temos o exemplo do final do Clip em que a miúda escolhe, entre as bonecas e uma bola, a bola. Isto, porque ela teve a sorte de ter uma lição de vida e ver o que podia acontecer a aqueles que fazem loucuras para serem “iguais” aos outros.

R.M.

 

Sinto-me: Not Stupid...
Música: Ao som de Stupid Girls
Domingo, 25 de Junho de 2006

E Ninguém Me Avisa!!!

 

    Estou estupefacta, o meu queixo caiu e, os meus neurónios andam à velocidade da luz, ou até mesmo de uma forma mais fugaz…

Então para minha surpresa descobri que sou estrangeira. Ah pois é meus amigos, vivi burlada toda vida, julguei-me Portuguesa e sentia-me orgulhosa por fazer parte de um País que tem história e outras coisas mais, mas afinal isto é tudo uma intrujice. E como descobri isto? Perguntavam agora vocês, caso estivessem interessados no meu enigma.

 

   Ora bem, assentem bem a “bunda de veludo” na cadeira e “escutem” o que eu li, deixando-me tão atónita. Estava eu a velejar pela Internet, circulava eu por ali e por acoli e, detive-me num Blog que me deixou boquiaberta quando dizia, leia-se bem, que isto é relevante!!!

 

  Passo a citar versus copiar:

 

“Após a final do jogo um amigo dizia o seguinte.
Há 40 anos fomos apurados graças a Eusébio, e hoje fomos apurados graças aos golos dos "estrangeiros".

Pauleta – Açoriano.
Deco – Brasileiro.
Cristiano Ronaldo – Madeirense.”

 

   Ainda não compreenderam a minha indignação com certeza, mas não se inquietem que eu passo a criticar, já mas é que é já a seguir. Eu sou Madeirense e nunca ouvi dizer que quem nascia numa ilha, fosse ela Açores ou Madeira seria estrangeiro, sempre me explicaram que as mesmas (ilhas) faziam parte de Portugal. Ora porra, que esta coisa que nos tratar como diferentes e, agora, estrangeiros revolta e muito… Ora porra uma vez mais!!!

 

 

  Vamos lá ver se a gente se entende, Madeira e Açores fazem parte de Portugal Continental e no que acima copiei o único estrangeiro é o Deco e mesmo assim, o homem nacionalizou-se como Português.

 

 

  Revelo que a minha alma, para variar, está parva por alguém rabiscar tamanha calinada e não haver ninguém que lhe tivesse desprendido um comentário a dizer que estava errado/a. Outra coisa, colocar entre aspas a palavra estrangeiro não suaviza a estupidez que acabei de ler, ou seja não altera o facto de chamar o “pessoal das ilhas” de estrangeiros.

 

  Querem ver que o Deco é mais Português que eu, e ninguém me avisa!!!

 

 

 

MB

Sinto-me: Apesar de tudo,bem PORTUGUESA!
Sexta-feira, 9 de Junho de 2006

Alzheimer - A dor do esquecimento

(fonte: desconhecida)

            Em Portugal, já se estima que esta doença afecta entre as 60 e os 70 mil pessoas!

A Doença de Alzheimer ou do esquecimento é uma doença degenerativa, lenta e completamente irreversível, cuja causa ainda é desconhecida!

            Infelizmente e uma vez mais, os medicamentos para tentar “atenuar” os factores da doença são caros e não comparticipados pelo governo! Aqui neste espaço, já foi falado alguns casos flagrantes em que o estado nem se digna a ajudar. E desta vez porquê? Porque já são idosos e temos que apostar nas camadas mais jovens? Não, pelo menos eu não concordo com esta posição. Porque não se podem esquecer que outrora, esses idosos que hoje são deixados completamento deixados de parte, foram as camadas jovens do tempo deles! E sempre trabalharam, sempre contribuíram para teres algum plano de protecção e chegamos aos dias de hoje, o tempo em que são idosos e vêm que tanto trabalho, tanto esforço, tanto desconto do seu ordenado não serviu para nada.

            Se hoje em dia as coisas acontecem deste modo, e eu pertenço à camada, imagino o que possa acontecer daqui a largos anos! Portanto só posso mostrar o meu desagrado, pelos que hoje vivem com a falta de meios que lhe permitam ter uma qualidade de vida mínima, e por mim, claro!

            A Alzheimer é o desaparecimento das células do cérebro, causando o esquecimento total ou parcial, deixando só de vez em quando um feixe de memória, mas vago. É também uma doença que após os 65 anos, duplica a probabilidade a cada 5 anos de vida.

            Evitar a doença, não podemos! Podemos tentar reduzir os seus efeitos, mas para isso temos que encostar o governo que temos contra a parede! Não concordo com tudo o que o Dr. Alberto João Jardim diz, mas ele disse algo que até poderá ter razão: “os patetas dos Presidentes do Continente”,entenda-se como se quiser!

 

Sinto-me: Chateado com quem nada faz...
Segunda-feira, 5 de Junho de 2006

Fã(natismo)

É que há cada coisa que só mesmo visto pois, contado ninguém, jamais irá acreditar. Esta loucura do Rock in Rio Lisboa e, não só, leva pessoas aos extremos, no passado fim-de-semana estava uma das raparigas a fazer a sua dita reportagem e, quando se dirigiu a um grupo que lá estava questionando a uma das rapariga quem é que ela estava ali para ver, ora a moça muito entusiasmada disse que vinha ver os Guns N’Roses.

 

       A rapariga da reportagem ficou boquiaberta e disse olhando para o relógio que ainda eram 15h e que eles eram os últimos a actuar, dizendo ainda que o Axl Rose poderia fazer de novo a proeza que fez no último em que ele não compareceu, deixando milhares de fãs desiludidos. Ora bem esta não ficou desiludida de todo para além de estar muitas horas adiantadas, ainda guardava o tão cobiçado lugar da primeira fila.

 

       Isto, é óbvio, que não é nada semelhante com outras coisas que ouvimos falar ou que ainda vemos na TV, há casos ainda muito mais extremos.

 

      O que me fez escrever este texto, não foi esta situação caricata, ou até mesmo outras que tenho conhecimento, mas sim as figuras ridículas, as situações embaraçosas, entre outras coisas que os fãs fazem para ver os seus ídolos.

 

      Com tanta louquice que os fãs fazem em prol dos artistas mais conceituados, penso que os fãs é que deveriam ser pagos por estas maluqueiras e ter a vida regozijada que todos levam.

     

      Outra coisa que deveria suceder era um dia deixar o/a artista “pendurado” e não aparecer rigorosamente ninguém, para que sintam que eles vivem de nós e não ao contrário, de modo a que alguns deixem de ser tão excessivos, tal como este senhor Axl Rose armado em criança que não teve o seu brinquedo e amuou não comparecendo num concerto com milhares de fãs que se encontravam à espera daquela “postura”.

 

 

                                                                                                                                      MB

Sinto-me: Sem palavras!!!
Quinta-feira, 1 de Junho de 2006

Portugueses a 100%

A mais Bela Bandeira do Mundo - Olhares foto de |EA| 

 (fonte: |EA| da Galeria Olhares)

            Ao ler, o matutino da região, deparei-me com uma Carta de Leitor, que me deixou intrigado! Que até concordei, mas depois o que me fez discordar foi maior ainda.

            Na dita carta, o leitor alegava que as bandeiras que Portugal começa agora a ostentar nas varandas e janelas são “Made in China” e que não se importava de pagar o dobro e ter uma bandeira feita em Portugal, assim sendo Patriótico duas vezes.

 

            O meu comentário em relação a isto é mais do que simples, minha amiga leitora (era bom que fosse a que escreveu a carta), se estava disposta a pagar o dobro pagaria somente 2 euros, sim porque suponho que as ditas bandeiras, mal desenhadas, sejas as distribuídas pelos Hipermercados Continente, Grupo Sonae, a um PVP de 1 euro! Minha amiga, por um preço tão simbólico de modo a que todos os portugueses possam mostrar o seu sentido patriótico, não ia ter nada bordado a ouro!

 

            Depois sempre ouvi dizer que a intenção é que conta! E olhe, ver Portugal com as cores da nossa “nação” como há dois anos atrás é de louvar e o mais interessante é que a ideia partiu de uma alma brasileira, mas que voltou a atear a chama da paixão de, e a Portugal.

 

            O facto de ser “Made in China” é algo tão habitual já, que já nem é caso para tanto foco! No entanto se se dirigir a uma loja onde vendem bandeiras, certamente terá um exemplar perfeito e de uma boa fábrica portuguesa que temos.

 

            Por acaso, não sei se assistiu na televisão a formação da bandeira mais bonita do mundo. Ainda domingo, 28 de Maio, deu uma ligeira repetição e aí, aí sim, teve a bandeira mais Portuguesa que há. Feita por Portugueses e para Portugueses!

 

            Com ou sem bandeira, simplesmente digo que acredito em Portugal, em todas as suas capacidades e que tenho “Portugal no Coração”.

 

R.M

 

Sinto-me: 100% Português

Contacta-nos


Image Hosted by ImageShack.us
criticalhando@sapo.pt

Horas

Críticas no Prazo de Validade

Certo ou Errado?

"Eles" andam aí....

Direito à Liberdade...

E esta Heim???

Até já...

Um dia para esquecer...

Inteligência medida aos p...

Afinal Como "O" Pronuncia...

Crescidos mas nem tanto.....

E vocês... Lêem?

Críticas Fora de Prazo

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Visitas