Sábado, 29 de Julho de 2006

Higgfly ou Mijadouro para Senhoras

 Já não há nada que me pasme, pensava eu até ver uma página brasileira em que relata sobre este tal “Higgfly”, que se trata de um extensão de papel em forma de cone, que exerce função similar à do pénis, neste caso serve para as mulheres poderem urinar de pé, de modo a evitar doença contagiosas.

 

 Saliento ainda:

 O modelo de utilidade MU7302656 trata-se de cone para uso feminino no acto da micção, compreende um cone de papel especial e descartável com cortes específicos a permitir um perfeito encaixe do cone na vagina no acto da micção com a finalidade precípua de evitar o contacto da mulher com o vaso sanitário, tornando-se uma utilidade com características de comodidade e higiene.

 

 Não considero uma boa ideia em sentarmo-nos nos ditos vasos sanitários para urinar, visto que nunca se sabe quem esteve lá antes de nós. Mas, acho que esta novidade também não é muito praticável, visto que apesar de ser possível urinar de pé, não torna de forma alguma o meio mais fácil, apesar de mais higiénico e saudável.

 

 Cada qual “mija” como pode é certo que as nossas figuras nas casas-de-banho são um tanto ao quanto cómicas, ora se não acham leiam bem:

 

 - Mala ao ombro, puxando para trás o mais possível para que não caia no chão, que muitas vezes está imundo;

 

- Levantar a saia nova pois não queremos que toque em sitio algum para não se sujar e, de modo a que não fique amachucada;

 

- Puxar o raio das meias de Lycra para baixo, deixando-as a meias pernas, ou seja nos joelhos, mas com imenso cuidado para não puxar fio;

 

- E por último não se sentar no vaso sanitário e com aquela tralha toda tentar fazer pontaria para dentro, de modo a que não faça qualquer tipo de respingo para a próxima desgraçada que vem fazer a mesma acrobacia.

 

 Com isto, apetece adquirir o “Mijadouro para Senhoras”, mas penso que a acrobacia seria muito mais bicuda e acabaríamos por perder a vontade e provocando problemas urinários, ou então decidir usar fralda e urinar onde quer que fosse sem acrobacias e sem qualquer tipo de inconveniente.

 

 Há quem não tenha mais nada que inventar…

                                                                                                                  MB

 

Sinto-me: Extraordinariamente Feliz...
Segunda-feira, 24 de Julho de 2006

Saltar (quase) salvou o Mundo

            Já há alguns meses, circulava pela Internet um site que divulgava que se 600000 mil pessoas dessem um salto em conjunto, na parte ocidental do mundo, mudariam a trajectória que o Mundo tem em torno do sol e por consequência o aquecimento global, diminuiria!
            Assim, dia 20 de Julho de 2006 às 11h 39m 11s, hora portuguesa existiam 600248 mil inscritos e certamente por um mundo melhor deram um salto.
            Segundo o que se conseguiu apurar, o criador do site que possibilitou esta enorme divulgação, é alemão e fez-se passar por um físico dando maior credibilidade ao que dizia acontecer.
            Vários físicos acabaram por desmentir que este facto, dado que o aquecimento global tem a haver com a emissão de gases para a atmosfera e não com a rota da órbita descrita pela Terra.
 
            Interessante é que, a avaliar pelo número de inscritos no site, muitos estão interessados em mudar o rumo que o planeta está a tomar, no entanto parece que ninguém está disposto a prescindir de alguns “luxos” como se deslocar todos os dias de carro para casa e ver o aquecimento global baixar!!!
Vamos lá entender estas pessoas!
 
RM
Sinto-me: Há espera que o Mundo mude!
Quarta-feira, 19 de Julho de 2006

Criticalhando RM

 

 Ora bem que já estou farta de o suportar, sim pois estou farta, ou fartinha, só para parecer mais ténue, assim torna a ingestão mais fácil, o “inha” torna as coisas mais pequenas, logo mais fácil de conseguir arcar.

 

 O homem está a me deixar doida, até mesmo maluca, prontinha (lá está o “inha” pequenina não?) a ser hospitalizada na casa dos “maluquinhos”. Ora que isto de aturar um amigo dia e noite a falar sempre na mesma coisa, põe qualquer um fora do seu estado, dito normal.

 

 Acho que já nem consigo enumerar a vezes, em que ele já me falou sobre este assunto e, começo a ficar preocupada comigo, sim comigo e não com ele, pois com ele já não se pode fazer nada, visto que mais viciado é impossível. Está condenado!!!

 

 Já tem cerca que um mês, salvo erro de “comunicação lembrativa cerebral com os meus neurónios”, que em qualquer conversa que se tenha, nem que seja de um minuto apenas, ele carrega-me a boca de água ao falar nos mal-bem-ditos batidos.

 

 Não compreendem a minha indignação (ora bolas que sou muito indignada) mas é que raio do homem não fala noutra coisa, é batido disto, é batido daquilo, é batido de aqueloutro e eu, fico-me pelo ouvir e, o saborear nem vê-lo a apontar na via rápida rumo Funchal.

 

 Ora que, se ele fosse um amigo que se prezasse já me tinha matado a sede (vejam lá o que é que pensam), é que eu nem sou fã de batidos nem nada e, não é que ele não saiba que adoro é, que o seu intuito é mesmo torturar-me com aquelas delícias que tanto me fala.

 

 Agora se me permitem, vou-me por andar o mais rápido que consigo correr, pois sei que vou ser procurada em toda a ilha pelo “Maluquinho dos Batidos”.

 

 Migo isto foi só para descomprimir o que me tens torturado este tempo todo. 

 Desculpa lá qualquer coisinha que me tenhas "chagado".

 

                                                                                   Eheheheh…

 

MB

Sinto-me: A babar por todos os lados...
Quinta-feira, 13 de Julho de 2006

Isto só Visto...

            Cada vez mais estamos deparados com as aquisições via internet. O Governo e em especial o Ministério das Finanças, achou que deveríamos entregar o IRS pelo mesmo meio de comunicação, que tem vinda a revolucionar o mundo e ainda promete mais, bem como IVA e IRS (que é obrigatória a entrega pela internet), agora está na moda os Selos dos automóveis, mais conhecido por IMV.
            Ao que parece é que não há moda que muito dure e esta é mais uma delas, vejamos que os dísticos estão esgotados na maior parte dos locais de revenda. E pergunto-me porquê??? Será que a entidade responsável por esta distribuição não faz um cálculo dos selos que tenha que produzir e do que também tem que produzir em excesso (sim, porque nem toda a gente vai a único lugar e a distribuição tem que ser sempre em excesso).
            No entanto, foram prestadas declarações ontem pelo MF (Ministério das Finanças) dizendo que até amanhã, sexta-feira e último dia para a aquisição destes dísticos, estarão disponíveis mais nos locais de revenda. (Servirá de muito??? Acho que não, existirão filas intermináveis e existirá sempre muitas pessoas em falta. E acontecerá como noutros anos em que como vêem que o valor previsto a receber é muito menor do que previam, acabam por estender o prazo de compra)
            Eu como sou adepto de não fazer filas, adquiri o meu selo pela internet. Todo contente, porque terei um selo personalizado, tudo bem feito e essas coisas todas. Quando na verdade já efectuei a minha liquidação há 3 semanas e até hoje ainda não vi a cor do meu. Ao ler a notícia que me colocou a par da escassez de dísticos ainda consegui descobrir que as tesourarias de Finanças não conseguem responder à crescente procura do dístico via Intranet, o serviço interno de Net dos serviços fiscais, no entanto, as Finanças aconselham a que a compra seja efectuada pela internet. E uma vez mais pergunto aqui, porquê? Se não têm pessoal suficiente para as encomendas, ainda vão pedir para entupir mais o sistema e não terem mãos a medir.
            Isto há com cada um que não sei! Não consigo perceber é como é que pessoal sem sentido de gestão e de planeamento conseguem chegar onde chegam, e quando existe “porcaria” como esta, para quem sobra é para nós contribuintes que de nada têm culpa!
Isto só visto!
R.M
Sinto-me: Ironicamente Satisfeito...
Terça-feira, 4 de Julho de 2006

Justificações!

 Não sei se tenho um íman em que me atrai para certas notícias que vou descobrindo pela Internet e E-mail, ou se elas me perseguem em fila de modo a que me deixem cada vez mais boquiaberta, por este andar qualquer dia irei ficar sem queixo… Enfim!

 

 O mote que se segue irá comprazer alguns homens, visto que o conteúdo se trata dos seios das mulheres. Ora bem, um estudo executado por um grupo de pesquisadores alemães, concluíram que olhar fixamente para os seios de uma mulher, todos os dias durante 10 minutos, é tão benéfico como 30 minutos de exercícios físicos.

 

 Aaah pois é meus queridos, ou os ditos pesquisadores são todos pervertidos ou vocês têm um notável motivo para poder fazê-lo à vontade, aconselho que aquando da realização do exercício, caso a mulher se sinta incomodada, expliquem logo que estão a se exercer uma mais valia para a vossa saúde, mas escolham bem o tom de voz e, talvez, as palavras.

 

 Este estudo foi efectuado, durante 5 anos num grupo de 200 homens, todos voluntários… (Claro!!!) Eduziram que, os que o faziam sofriam menos doenças, neste caso cardiovasculares e, que tinham menos problemas de hipertensão do que os outros que não o fizeram diariamente. (Desculpas!!!)

 

 Pensam eles, sim pensam, que com a tal prática, os homens podem aumentar a esperança de vida pelo menos de 5 anos. (Sim, sim!!!)

 

 Nota Final (do dito cujo artigo): Eu sabia que tinha de haver uma explicação… Os homens não são tarados, estão é preocupados com a sua saúde!!!”

 

  Caros senhores, tarados até podem não ser, mas concerteza são calaceiros a ponto de efectuarem estas “pesquisas” para não terem de levantar o rabo da cadeira do bar e de não terem de remover a mão da cervejola para fazerem um pouco de exercício físico como qualquer outra pessoa.

 

 MB

Sinto-me: Esgotada...

Contacta-nos


Image Hosted by ImageShack.us
criticalhando@sapo.pt

Horas

Críticas no Prazo de Validade

Certo ou Errado?

"Eles" andam aí....

Direito à Liberdade...

E esta Heim???

Até já...

Um dia para esquecer...

Inteligência medida aos p...

Afinal Como "O" Pronuncia...

Crescidos mas nem tanto.....

E vocês... Lêem?

Críticas Fora de Prazo

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Visitas