Quarta-feira, 25 de Outubro de 2006

"Eles" andam aí....

            Andava eu a navegar pela internet (na hora de serviço, não se diz nada)!!! Quando me deparei com uma notícia, uma vez mais, caricata. Não é que estão a fazer estudos ao espera dos homens que usam telemóvel e está a ser desenvolvida a tese que estes aparelhos provocam a esterilidade.
            Eu fiquei, no mínimo, espantado! É que depois de se dizer que as radiações provocavam tumores cerebrais, depois de se andar a divulgar um email por aí em que as radiações libertadas pelos telemóveis podiam cozer um ovo (também não é difícil, se metermos um ovo no microondas ele também “explode” e não é nenhuma bomba hihi, às tantas eu sou o próximo a desenvolver uma teoria porque é que o ovo explode dentro do microondas, indo contra o que já está demonstrado e é sabido por todos!), agora vem que eles provocam-nos a esterilidade.
 
            Bem eu, na minha modesta opinião, sei que este estudo tal como todos os outros irá acabar por não ser bem fundamentado acabando por não ser provada. Mas pronto vamos esperar pelo desenrolar da história!
 
            A verdade é que estão a estudar diferentes grupos, os que usam com maior frequência o telemóvel e os que menos usam e detectaram que entre estes grupos existem diferenças significativa nos quatro parâmetros estudados (quantidade, mobilidade, viabilidade e morfologia)! Lógico que os que mais usam são os empresários e pessoas com um cargo que exige muito o contacto telefónico e essas pessoas também têm stress, trabalham muitas horas, alguns deles Workaholics, vivem pouco a sua vida em virtude de uma excelente carreira profissional, entre tantos outros factores, que poderá também influenciar também a fertilidade. Será que grande parte deles é fumador ou não??? Tem alguma doença?
 
            Resumindo e concluindo é mais um estudo em que pensamos que tem tudo para dar certo e na verdade existem várias vertentes a serem exploradas e mesmo por isso, tal como tantas outras tentativas acaba por não ser aprovada.
Mesmo assim, ainda bem que não uso o telemóvel nos bolsos das calças e claro quando falo ao telemóvel nunca o aproximo do dito cujo colocado aqui em questão!
 
RM
Sinto-me: Oh pá nem sei...
Quarta-feira, 18 de Outubro de 2006

Direito à Liberdade...

«Eutanásia: do Gr. euthanasía < eu, bem + thánatos, morte s. f.,
procedimento que antecipa a morte de um doente incurável, para lhe evitar o prolongamento do sofrimento e da dor;
morte sem dor;
doutrina que defende tal procedimento.»
 
            Através de uma pesquisa simples, num dicionário, sobre eutanásia, podemos concluir que esta é o acto de antecipar o que é inevitável, fazendo com que o portador desta doença acabe com o sofrimento.
            No meu ponto de vista, e notem bem, que é simplesmente a minha opinião sou contra estes actos, se bem que por outro lado, ache que devesse ser uma opinião própria! É complicado, porque nós nunca passamos por uma situação destas para sabermos o que é desejar a morte!
Este post, vem na sequência de uma reportagem que passou na televisão, há uns dias atrás, infelizmente não vi, mas achei um bom tema para termos aqui um “fórum” onde podemos discutir as nossas ideias!
            Acredito que as pessoas que estão presas a uma cama, sofrendo, amargurados com a vida e tendo uma doença incurável que os vai destruindo, possam querer esta “saída” porque não a considero como solução, dado que todos nascemos para viver e faz parte do processo da vida viver até que a morte seja causa natural ou não (entenda-se por causa não natural, acidentes de viação, uma queda por um precipício, afogamento, aquelas causa que ninguém espera que aconteçam, mas que na verdade não são provocadas).
            Agora tentar estar na posição de um familiar, seria totalmente “desumano”, eu dar o meu consentimento e dizer que sim, que podiam aplicar a injecção letal a uma pessoa de quem gosto, seria uma morte que em grande parte eu seria o causador. E, (in)felizmente, preferia ter a pessoa todos os dias que eu pudesse vê-la (garanto que sei o que falo), se bem que por outro lado também seria complicado vermos o sofrimento de quem gostamos.
 
            Sinceramente é uma contradição enorme. O dilema da eutanásia, sempre existiu e irá continuar, porque esta é a parte mais sensível que existe em nós!!
 
            E vocês o que achas? O que fariam numa situação destas?
            E os médicos que defendem esta doutina e praticam-a? Como se sentirão? Vão contra a ética que aprenderam com a Medicina: “Art. 6°. - O médico deve guardar absoluto respeito pela vida humana, actuando sempre em benefício do paciente. Jamais utilizará seus conhecimentos para gerar sofrimento físico ou moral, para o extermínio do ser humano, ou para permitir e acobertar tentativa contra sua dignidade e integridade” (Código de Ética Médica), em parte estão a ir contra a sua ética. Que lhes acontecerá se um dia praticarem a eutanásia? Na verdade estão a matar uma pessoa, não é?
 
            E ... morte sem sofrimento? Como sabem? Ainda levam alguns minutos a percorrer a corrente sanguínea, deve existir sofrimento!
 
            Deixo-vos com uma frase de uma pessoa que hoje, sofre e procura a saída na eutanásia: “O que é para vocês a liberdade? Para mim isto não é liberdade. Estar deitado numa cama a sofrer não é, para mim a liberdade”
            São as palavras de quem sente, do desespero, da ânsia de acabar com a luta pela vida...
...e tudo acaba assim, sem sentido, será normal?
R.M
Sinto-me: Sem Palavras...
Domingo, 8 de Outubro de 2006

E esta Heim???

            Pensando eu que já tinha “visto” de tudo (não, não vi nenhum porco a andar de bicicleta), deparo-me com uma notícia que me deixou estupefacto!

            Uma criança, de três anos (sim, de três anos), enquanto navegava pela Internet, encontrou o carro dos seus sonhos, um descapotável Nissan Figaro, e decidiu que este era o momento para deixar os carros em miniatura e “brincar” com carros de “gente grande”.

            Este miúdo inglês, ao encontrar o carro, entrou, imediatamente, no leilão e acabou por “arrecadar” o tão ansiado sonho por 9.900 libras, o que equivale a aproximadamente 13.300 euros.

            Em declarações à BBC a mãe revelou que a criança já desde os 2 anos navega na Internet, visto que os dados dos pais, estavam memorizados no computador, o seu filho conseguiu acertar nas teclas e efectivou a compra, que só veio a ser descoberta aquando da recepção de um email a felicitar pela do automóvel.

            Os pais apressaram-se a contactar o vendedor e explicar o sucedido, acabando este por achar imensa piada ao sucedido e voltou a colocar o carro em leilão. (Esperemos é que o “bebé” não o volte a encontrar, pois corre o risco de ficar com um clássico estacionado mesmo à porta de casa)

 

            [Hoje em dia, cada vez mais, ouvimos os media alertar-nos para os malefícios que o computador e a internet, trazem para os jovens. Neste caso temos uma criança com apenas três anos que anda pela internet e até faz compras (mesmo que sem a intenção, talvez). No meu ponto de vista o uso da internet e computador é essencial para o desenvolvimento, aliás está comprovado que as crianças que usam estes meios são mais desenvolvidas, mas tem que haver um “racionamento”, dos meus dois sobrinhos, um de 7 e um de 13anos, somente o mais velho utiliza de vez em quando, porque acho que está na idade, o mais novo, talvez dentro de um ano, comece a lhe ensinar os conceitos base, acho essencial porque hoje em dia quem não sabe mexer com um “bichinho” destes fica “para trás”, é como na selecção natural, apenas prevalece o mais forte. Mas há limites, não???]

 

R.M

 

Sinto-me: Com Sudades das Férias...

Contacta-nos


Image Hosted by ImageShack.us
criticalhando@sapo.pt

Horas

Críticas no Prazo de Validade

Certo ou Errado?

"Eles" andam aí....

Direito à Liberdade...

E esta Heim???

Até já...

Um dia para esquecer...

Inteligência medida aos p...

Afinal Como "O" Pronuncia...

Crescidos mas nem tanto.....

E vocês... Lêem?

Críticas Fora de Prazo

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Visitas