Sexta-feira, 12 de Maio de 2006

SOS Animais

            Após um longo e estafante dia de trabalho, chego a casa e deparo-me com uma situação horrível. Tenho quase ao pé de casa 3 gatinhos acabados de nascer, dentro de um saco. Quando trouxe-os para casa e vi que um deles estava já morto, ainda molhado, dava para ver que tinham mesmo acabado de nascer. Tentamos, cá em casa dar-lhes leite, mas nada de mais. Sinceramente tenho dúvidas do que lhes poderá acontecer.
 
            Hoje, venho aqui mostrar o meu descontentamento com casos como estes! Acho revoltante, tanto o facto de abandonarem animais indefesos por aí, bem como pessoas que têm a coragem de os matar, à nascença. Hoje em dia existem medicamentos, tais como a pílula, para animais, que nem é muito caro e evita que existam mais animais indesejados!
            O Governo ao saber como está a situação dos animais abandonados, poderia perfeitamente, colocar à disposição das pessoas um plano para combater o abandono de animais, distribuindo em troca de uma pequena contribuição de um medicamento, que não permitisse a geração de novos animais.
 
            Agora que estamos a entrar, na época oficial de férias, começam a se registar mais abandonos de animais, por isso deixo um apelo a todos aqueles que têm animais e vão de férias:
            - Se vai de férias, pode pedir a uma pessoa amiga que lhe cuide do seu animal, não custa nada. Existem associação, embora quase sempre cheias que também acolhem animais, em troca de algum dinheiro, no entanto, quando regressar de férias poderá ir buscar o seu fiel amigo!
 
            Quanto aos gatinhos, eles hoje beberam muito leitinho. É, simplesmente, o segundo dia de vida deles, ainda têm os olhinhos fechados, andam sempre os dois juntos. Acho cedo para concluir grande coisa, mas estamos a fazer o máximo que podemos para dar-lhes a oportunidade de vida que o seu “dono” não lhes deu.
 
R.M
Sinto-me: pouco confiante
Criticalhado por RM às 00:01
Link da Crítica | Critica | Escarrapacha aos favoritos
|
33 comentários:
De MB a 12 de Maio de 2006 às 12:18
Antes de ter um cão cá em casa, os animais não me diziam nada, apesar de nunca os ter tratado mal e de sentir um pouco de pena por alguamas situaçõs com as quais me deparava. Agora, as coisas mudaram e confesso que corta-me o coração ver os animais abandonados. Não sei quem é capaz de deixar os seus pequenos companheiros do quotidiano, ao sabor da maldade que as ruas oferecem aos animais que estão habituados ao conforto de um lar. Eu seria incapaz de deixar o meu Kiko nas ruas... tadinho tão indefeso e ingénuo que ele é.
Infelizmente as pessoas não deixaram de os abandonar e só revela uma vez mais o mau carácter que possuem para com um ser vivo.
Fiquei melancolica
De RM a 14 de Maio de 2006 às 13:03
Miga! Bem, finalmente arranjo um tempinho (já merecido, digo de passagem) para vir aqui!
É bem verdade tadinho do teu Kiko na rua (ele não ia saber viver lá fora).
Lembro-me uma vez, que tinhamos cá uma cadela, ela tornou-se má! E nós não a quisemos abater. O meu pai decidiu levá-la para longe e deixá-la lá. Foi horrível, acreditas que no dia asseguir ela chegou à nossa casa? Sim é verdade (fomos colocá-la no Santo da Serra e veio ter ao Caniço), quando acordamos ela estava à nossa espera à porta e estava muito querida!
A partir daí dissemos que nunca mais fariamos isso a animal algum! E não nos temos arrependido!
De MB a 12 de Maio de 2006 às 12:19
Bolas ando a engoliar letras...
De micas a 14 de Maio de 2006 às 17:44
possa nao so andas a engolir letras como por outras vezes andas a por a mais! ;Pp beijoes pa tu
De Rita a 12 de Maio de 2006 às 13:01
Pronto. E eis que vocês me tocaram no ponto fraco: os animais.
Nem sequer me vou alargar em comentários, pois escreveria um texto de 200 páginas e ninguém iria ler. Acho que jamais conseguiremos entender o que se passa na cabeça das pessoas que não gostam de animais. Eu, por mim, nem tento explicar que os animais têm sentimentos como os humanos. Que sentem dor, que sentem alegria, tristeza, saudade, frio, fome, sede, conforto, amor... mas há uma coisa que eles não têm: cinismo, frieza, ingratidão. Acho que, se alguma coisa estamos a fazer neste mundo, é cuidar de quem precisa de nós. Por mim, já perdi a esperança de argumentar com quem não entende. Passo à acção. E, acreditem, que já agi muito a favor dos animais, embora nunca seja o suficiente. Uma das coisas que fiz foi, precisamente, "impingir" uns amiguitos de 4 patas a quem não lhes ligava, mas que eu sabia que tinham, lá no fundo, sensibilidade para amar perdidamente os animais. E não me enganei! Estão pelo beicinho! E ainda foram umas dezenas de pessoas a quem apresentei a bicharada.
Quanto ao nosso governo, pelo que sei, nos países realmente desenvolvidos existem formas de controlar a reprodução dos animais que não têm casa, assim como existem leis severas para punir quem os maltrata ou quem os abandona. Nesses países, as pessoas podem levar os seus animais para locais de comércio (como em Itália, por exemplo), há locais para os deixar, caso não possam entrar, etc.
Mas, neste país, que, segundo li, não merece ser desenvolvido (juro que li isto no jornal, é a opinião de investigadores alemães), os animais são vistos como sujos e inúteis. Contudo, ninguém multa as pessoas que cospem e atiram lixo para o chão.
RM, tens todo o meu respeito e admiração por teres feito alguma coisa por esses animais. É um gesto totalmente altruísta, incomum nos dias que correm.
Tenho a certeza que esses gatinhos vão ficar bem. Se não ficarem, fizeste o possível. Ah! Só mais uma coisa. Não sei se é bom dar-lhes muito leite. Pode prender-lhes os intestinos. Acho que é melhor arranjares outra solução, não sei bem qual.
Vou informar-me.
De amartejo a 12 de Maio de 2006 às 17:01
O «anónimo» sou eu
De MB a 15 de Maio de 2006 às 11:38
amartejo então já sabemos quem é que anda por aqui sem se identificar. Ai ai aaai...
De MB a 15 de Maio de 2006 às 11:36
Oh Rita penso que qualquer pessoa com bons sentimentos escreveria 200 páginas sobre este assunto. Também ouvi falar que não se deve dar leite a gatinhos tão pequeninos e, estou como tu não sei bem o quê que se deve dar. Mas se bebem o leite já é meio caminho andado para não morrerem.
De ImSo a 15 de Maio de 2006 às 12:45
Realmente o leite (de vaca!!) não é a melhor alimentação para dar a gatos mas...tendo em conta o tamanho deles e a impossibilidade de beberem leite de gata ou outro alimento qualquer...
Desejo boa sorte aos gatinhos e apreciei bastante o gesto!

beijos pa ti e miminhos pos gatos
De Anónimo a 12 de Maio de 2006 às 16:59
Bonita acção, reitero o teu apelo-não abandonem os animais!
De RM a 14 de Maio de 2006 às 13:21
amartejo obrigado por nos dizeres que, pelo menos desta vez, eras o anónimo!
Vamos lá ver se todos juntos conseguimos ir fazendo que se abandone cada vez menos animais!!!!
De ciloca a 13 de Maio de 2006 às 12:29
Pois eu gosto de animais, mas no seu meio selvagem. Desculpem-me mas nunca consegui ter um cão aqui preso o dia inteiro no apartamento.
Gosto de os ver numa quinta ou quintal com alguns metros quadrados onde possam correr saltar apanhar ar e sol. Cresci perto de animais, ~caes, gatos, coelhos, galinhas, cavalos, burros, vejam só, vacas , porcos , patos. Todos com muito espaço, para viver.
Depois quando vim prá cidade, senti-me eu própria "presa".Por isso tenho este sentimento em relação aos animais. Que me desculpem uns peixitos que tenho ali num aquário, e o canário da gaiola, foi para fazer a vontade ao miudo que queria um cão.lol,lol
De RM a 14 de Maio de 2006 às 13:23
ciloca pessoalmente também acho que um apartamento não é um local próprio para ter um cão!!! Nem de longe! Eles precisam de liberdade! Os peixes, sim, já estão mais habituados a esses meios mais restrictos, tal como os canários também!
Bom fim de semana!
De MB a 15 de Maio de 2006 às 11:41
Tive à cerca de um ano atrás uns vizinhos que tinham um Husky numa varanda minúscula, o coitado chorava vezes sem conta. Infelizmente há gente que não pensa na tristeza que os animais sentem por não terem um espaço para poderem brincar à vontade.
De Squeezy a 13 de Maio de 2006 às 14:46
Isso é algo que acontece mto, pois qdo o gatinho ou o cãozinho aparecem lá por casa de "barriga cheia" a maior parte das pessoas não tem mais espaço pra mais animaizinhos e acaba por fazer essa coisa triste que acabou, por se cruzar no teu caminho...
De RM a 14 de Maio de 2006 às 13:33
Squeezy pois isso é mais uma verdade dita aqui! Quando aparecem fêmeas "prenhas" é só esperar que nasçam e depois desfazerem-se dos bichitos. Outros, só gostam deles enquanto pequenos!!!
Ainda ontem, ia no autocarro e vi uma XauXau, que parecia estar prenha, na rua! Tinha uma coleira, pelo que suspeitei que simplesmente tivesse saído de casa! Pelo menos espero eu!!!
Quanto ao que me "veio ter à porta" não me importo nada! É como a minha mãe diz, cá em casa há sempre lugar para mais um!
Há muitos anos atrás a minha casa parecia uma quinta, cheia de animais! Isto no tempo em que o meu pai era vivo e cuidava deles, como todos nós é claro, Tinhamos um pombal com mais de 100 Pombos, porcos, coelhos, codornizes, galinhas e lembro-me cães, tinhamos 10 cães cá em casa! Nenhum era de raça, mas não gosto deles por teres uma raça. Até parece roupa com marca, eu uso a roupa pelo que gosto, tenha marca ou não!
O único senão agora é que se vivesse sozinho não me via capaz de ter um animal, por sentir que não tinha tempo para lhe disponibilizar em quantidade suficiente!!! Por isso preferia não o ter, para depois ter que nos separarmos!!!
De micas a 14 de Maio de 2006 às 17:40
Oi, em primeiro lugar quero parabenizar-te pelo teu acto de "adoptar" esse dois gatinhos pois nao sao todas as pessoas que iam ver essas criaturas indefesas, leva-las para casa e trata-las com carinho, em segundo lugar este assunto fez-me pensar se realmente essas pessoas que abandonam os animais na rua, eram capazes de fazer isso a um filho indesejado! se bem que ja se ouviu falar de muitos casos de abandono de bebes em lixeiras e tudo isso, mas sera que esses individuos nao pensao que ha outras maneiras de evitarem essas situaçoes??! e assim nimguem sairia mal nestas, todos ficavam a ganhar... ha tanta coisa que se pode fazer para nao deixar as ruas cheias de "vagabundos", ofereçam os animais a amigos, levem para as associaçoes, se sao animais raivosos e que voces veem que telos em casa so vos vai trazer problemas nao e larga-los na rua para estes morderem outras pessoas, existem maneiras de tirar a vida a esses animais se esse for a melhor coisa a fazer, o problema e que essas maneiras por vezes sao dispendiosas......
De MB a 15 de Maio de 2006 às 11:45
Oh micas, mas eu tenho uma amigo com um bom coração. Ai que ele vai ficar vaidoso...
De micas a 15 de Maio de 2006 às 13:38
olha la, voces tiveram a falar de vos trocar os sexos e tu agora escreves que tens "uma amigo"!!! afinal cm e que ficamos??!! hehe :Pp exa falhou :D beijoes pa tu ;) ******
De Alvaro Faustino a 15 de Maio de 2006 às 01:37
RM tenho a dizer que não compreendo todas as pessoas que abandonam ou maltratam os animais. Mas vindo de uma espécie animal que maltrata e mata os seus própios filhos e semelhantes, não admira que o façam com seres ainda mais frágeis. Isto não é a lei natural da sobrevivência. È a lei humana do quero, posso e mando.
De MB a 15 de Maio de 2006 às 11:43
Aalvafaust agora disseste tudo. É, sem dúvida por aí que os ideiais de muita gente se resume.
De RM a 15 de Maio de 2006 às 23:21
Aalvafaust disseste algo agora crucial... a quantidade de pessoas capazes de abandonar filhos, porque não abandonar um animal???
De Ana S a 15 de Maio de 2006 às 22:42
O abandono de animais é um crime! Na epoca de verão muitos são abandonados só porque atrapalham as férias dos donos. Ter um pouco de responsabilidade não faz mal nenhum.
De RM a 15 de Maio de 2006 às 23:29
Ana S o verão é a pior época para os animais, são abandonados a torto e a direito!
Deviam existir mais campanhas de sensibilização!!!
De katrina19793 a 15 de Maio de 2006 às 23:19
Gostei de ler o teu post porque chamas a atenção para uma coisa q eu também me preocupo... gostava de poder fazer mais pelos animais mas acho que se tratarmos bem dos nossos já estamos a ajudar. Que pena no nosso país não haver mais consciência para os animaizinhos...
Beijinho
De RM a 15 de Maio de 2006 às 23:32
Katrina é como eu estava a dizer à Ana S, se existissem mais campanhas de sensibilização talvez as pessoas tivessem mais consciencializadas e quando pensassem em fazer algo de mal a um animal, lhes pesasse a consciência!

Criticalhar post

Contacta-nos


Image Hosted by ImageShack.us
criticalhando@sapo.pt

Horas

Críticas no Prazo de Validade

Certo ou Errado?

"Eles" andam aí....

Direito à Liberdade...

E esta Heim???

Até já...

Um dia para esquecer...

Inteligência medida aos p...

Afinal Como "O" Pronuncia...

Crescidos mas nem tanto.....

E vocês... Lêem?

Críticas Fora de Prazo

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Visitas