Sexta-feira, 4 de Agosto de 2006

E uma vez mais a História se repete...

            E uma vez mais a história se repete, o cenário é sempre o mesmo: uns meses de calor, estamos no verão, e animais abandonados como as personagens centrais de um drama, que todos os anos, se verifica.
                                            
            Ora bem, já começo a ficar farto de não se fazer nada que meta estas pessoas na ordem! Porque quando os animais chegam a casa, são pequenos são queridos e gostam deles, mas quando começam a crescer querem-se é ver livres deles! Principalmente quando se fala de férias e não fazem o mínimo de esforço para mantê-los com eles. E do meu ponto de vista, trata-se apenas de má vontade, isto porque toda gente tem um vizinho com quem se tenha confiança de deixar o animal, ou então que essa pessoa passe todos os dias na nossa casa dando as condições mínimas ao animal.
            Depois existem locais que aceitam animais no período de férias, é uma questão de se informarem. Também sei que estes locais estão cheios, nesta altura, mas é como tratar das suas férias, na altura que se sabe das dadas marcamos as “férias” do nosso animal de estimação. Assim haverá um lugar, de certo!
 
            A minha crítica vai em especial para os donos que deixam os animais abandonados, como se nunca tivesse existido alguma ligação/relação, entre ambos e também ao governo que não cria mais condições para estes casos. Queixam-se que existe muitos animais de rua, mas também não tomam medidas com que façam que não existam ainda mais animais abandonados!
 
            É pena, que assim seja!!!
            Se este verão viajar, lembre-se que existe sempre uma solução para o seu animal. NÃO O ABANDONE, esta não é a solução!
 
RM
 
P.S: Lembram-se dos gatinhos que eu encontrei uma vez e que, infelizmente, morreram? Ai pois é, eu não me fiquei por aqui e tenho mais dois belos gatitos mais uma cadelinha, não é de raça pura mas é linda na mesma!!! E aqui apresento os meus novos amiguinhos. A Cadela, não se colocava quieta, foi preciso agarrá-la!

 

 


 

Sinto-me: Já não sinto nada...
Criticalhado por RM às 00:01
Link da Crítica | Critica | Escarrapacha aos favoritos
|
28 comentários:
De xicoxperto a 4 de Agosto de 2006 às 00:49
Há seis anos adoptei uma cadela meio rafeira que nasceu na rua, de mãe abandonada. Nunca pensei que um cão viesse a ser uma coisa tão importante na nossa vida. A minha cadela fala comigo e eu com ela porque estamos juntos todo o dia e aprendi a compreender os gestos dela e ela os meus. Quando estou triste ela está triste e vice-versa. Entende com facilidade o que eu lhe digo e se não entende alguma coisa tenta, à vez, uma das habilidades que lhe ensinei até acertar com o que eu quero. Já experimentei a pôr o carro em andamento e deixá-la no campo para medir a sua reacção e é de partir o coração vê-la, com o ar mais desgraçado que se possa imaginar, a correr e a olhar para todo o lado, completamente desnorteada. Por isso acho o cúmulo da malvadez abandonar um animal que se dedica a nós e que deposita em nós toda a confiança. É isso mesmo! É uma traição à confiança que eles depositam em nós. Eu, se tivesse o azar de algum dia deixar a minha cadela perdida em algum lugar teria um desgosto como se tivesse perdido um familiar e ia sentir-me muito mal por ter negligenciado os cuidados a que me propus quando a adoptei. De há seis anos a esta parte tive de conciliar a minha vida com a dela mas o que recebo em troca vale todos os sacrifícios (e não são assim tantos...) que tenha de fazer. Jamais entenderei uma pessoa que tem coragem de abandonar um cão.
De RM a 5 de Agosto de 2006 às 09:26
xicoxperto bem adorei ler este pedacinho da tua história, de facto os animais são espectaculares, falo por mim que tenho além destes dois gatinhos mais um gato, já crescido e mais um cão além deste!!!
Realmente há pessoas que têm coragem para tudo e isso é mau abandonaram à porta da minha casa há uns meses três gatinhos acabados de nascer, um já estava morto os outros dois, durante uma semana fizemos de tudo para tentar salvá-los
Agora tenho estes dois gatitos, também pequenos, mas já adquiriram as defesas necessárias para sobreviverem e isso a mim agrada-me imenso! Depois a minha cadela é uma alegria ela não pára, vou para o trabalho tem que me lamber, pular em cima de mim e não sei mais das quantas, regresso a festa é a dobrar, é como eu digo, é uma autêntica alegria!!!
Parabéns por teres um cão e conseguires tratá-lo tão bem!
De ImSo a 7 de Agosto de 2006 às 12:50
Revi-me por completo neste teu post. Agora não tenho nenhum cão ou gato, apenas peixes, mas vieram-me umas saudades enormes de uma cadela que tive e morreu já velhinha. Passei momentos exactamente iguais aos k descreveste. Também nunca hei-de perceber as pessoas k os abandonam e muito menos desculpá-las.

Cumprimentos
De Imso a 7 de Agosto de 2006 às 12:51
Disse post mas keria dizer comentário. Peço desculpa RM...
De Ana S a 4 de Agosto de 2006 às 19:27
Abandonar um animal é sem duvido um acto muito cruel. O problema é que as pessoas acham os animais fofos e queridos mas quando atrapalha os planos de férias, são descartados com a maior das facilidades. Esses também deviam ser abandonados um dia para verem como é.
De RM a 5 de Agosto de 2006 às 09:28
Ana S tens toda a razão, mas quem sabe e um dia essa pessoas que abandonam os animais também erão abandonados, sentido na pele o que é a solidão, por obrigação!
De Nice a 4 de Agosto de 2006 às 23:59
Ah, que post tão querido.... :oD

Adoro ver quando as pessoas têm coração, e tu já subiste uns quantos pontinhos na minha escala (como se isso te dissesse qualquer coisa...kakaka!)

Também fiquei com uma ninhada de 4 gatinhos uma vez, e sobreviveram 2, um ficou logo independente mt cedo, mas outro ficou cmg. Mas isso foi em Moçambique, onde há histórias horríveis de gatos que «arrancam olhos» às pessoas... e gatos que carregam feitiçarias, etc, etc... lol

Quanto aos hotéis de cães há uns quantos na linha de Sintra (pisão, Linhó and so on...) e pelo que oiço dizer os preços até são bem acessíveis. Mas para isso tem que haver vontade.

Adorei as fotos dos teus bichinhos, tb quero ummmmm!
De RM a 5 de Agosto de 2006 às 09:35
Nice quanto ao subir pontos é claro isso é importante, considero sempre importante que as pessoa gostem do meu ser!!!!
Ainda bem que gostaste da minhas fotos, no entanto, não te posso dar nenhum, seria um acto igualmente cruel escolher um para dar, quando não existe caua aparente!!!!
É como uma mãe, regra geral, nunca dá um filho!
De katrina19793 a 5 de Agosto de 2006 às 13:20
"Quanto mais conheço as pessoas, mais gosto dos meus animais"....diz-te alguma coisa?? Parabéns pelo tema que escolheste e por tal como eu seres um amigo dos bixos bom fim de semana
De RM a 7 de Agosto de 2006 às 11:42
Katrina19793 pois é conheço bem a frase! O problema é que há pessoas que têm mesmo que ser ensinadas, para não fazer tanto mal aos animais e até mesmo às outras pessoas!!!
De Alvaro Faustino a 5 de Agosto de 2006 às 14:15
Sentes sim, sentes pena dos animais. Quanto a mim, já algum tempo que coloquei na minha mente que não quero mais cães e gatos. Sempre que partiam, ficava com o coração destroçado. Cheguei uma vez a ter que mandar abater um cão que tive, que foi atropelado e partiu a coluna. O veterinário aconselhou a abate-lo pois tornava-se doloroso, tanto para o animal como para mim. Nunca me esquecerei daqueles olhos a olhar para mim naquela manhã em que foi atropelado. E ainda menos o último olhar que tivemos quando foi-lhe colocado aquela máscara para que ele partir-se de vez, para um local melhor, assim o desejei. Foram dois dias de sofrimento para ambos. Chorei, chorei muito, foi como perder um irmão, ainda por cima sendo eu filho único. A partir daí, não foi capaz de manter um outro cão e ainda mais porque agora vivo num apartamento. Estou a contar esta história e garanto-vos que as lágrimas me estão a aparecer nos olhos de uma maneira que não quero falar mais neste assunto. Parabéns pela mentalidade que tens e que demonstras ter para com os animais.
De RM a 7 de Agosto de 2006 às 11:44
Aalvafaust obrigado, muito obrigado mesmo. Nem sei o que mais dizer.
Eu sei perfeitamente o que é perder um animalzinho que gostamos muito, acredita!!! Felizmente tenho estes "bicharocos" agora dos quais gosto muito!!!!
Boa semana!
De MalucaResponsavel a 6 de Agosto de 2006 às 00:49
Eu n tnh animais... apesar d gst. tv por isso mm, p gostar e n ter condiçoes pa te-los... bj
De RM a 7 de Agosto de 2006 às 11:46
MalucaResponsavel pelo menos és e estás consciente de que não tens condições para criá-los e esse é um grande passo!
De Rita a 6 de Agosto de 2006 às 20:44
Pois é. Acho que já uma vez deixei aqui um comentário sobre este tema, a propósito dos teus gatinhos. Como me fartei de comentar, agora sou voluntária numa associação que cuida dos animais abandonados. Ultimamente tenho estado na enfermaria. Trato deles como sei e ainda tenho direito a "amassá-los" com festas e colo. Mas não chega. E aqueles animais nunca irão sair dali porque as criancinhas perceberam que o gatinho e o cãozinho afinal crescem e, se calhar, ter um cão de raça (mesmo que seja para abandoná-lo quando cresce) é muito mais giro. E também porque, de repente, as pessoas se lembraram que, ora bolas, afinal não têm vida para ter animais. Gostava de deixar aqui um post de indignação que não ficasse indiferente a ninguém. Mas já não consigo. O tema cansou-me a agora faço o que posso pelos animais que não têm uma família. São algumas horas na semana em que nos esquecemos de nós. Das nossas fraquezas, especialmente. Porque, quanto a mim, o facto de não fazermos nada por ficarmos em sofrimento é um acto um pouco egoísta. Há que pôr esse sentimento para trás das costas e pensar que aquele ser sofre bem mais do que nós. Basta enchermos o peito de ar e esquecermo-nos de nós por um instante.
Enfim... perdoem o desabafo.
De RM a 7 de Agosto de 2006 às 11:45
Olá Rita, salvo erro deixas-te quando da outra vez falei dos outros gatinhos recém-nascidos que me tinham deixado em casa!
Muito obrigado e parabéns pelo voluntariado!!!
De Pedaço de lua a 6 de Agosto de 2006 às 20:57
olá.. infelizmente uma triste realidade... nao tenho pets.. goste tt dessa gatinha, se a mh mae nao fosse alergica... adorava poder tomar conta dela... bem olha deixo um bejooo e k os novos donos sejam bons e conscientes
De RM a 7 de Agosto de 2006 às 11:47
Novos donos?? Espero que estejas a falar de mim, claro! HIHI sim, porque não os vou dar a ninguém! Gosto muito deles! ;)
De MB a 7 de Agosto de 2006 às 18:07
Oh migo não sabia que o teu intuito era livrares-te deles... Erro de comunicação... É o que eu digo sempre, esta gente não lê os posts... Oh vida!!!
De ImSo a 7 de Agosto de 2006 às 13:05
Acho k essas pessoas k abandonam animais o fazem porque os consideram como um objecto de decoração ou um brinquedo para os filhos, e não como seres vivos que têm direito a uma vida decente. Que respiram, comem, brincam e sofrem como todos nós.
Não vou falar sobre o castigo k deveriam ter porque seria, talvez, duro demais, mas essas pessoas TÊM de ser castigadas.

Cumprimentos RM
E um beijo pa MB
De js a 7 de Agosto de 2006 às 16:32
este é assunto que já foquei no meu blog e creio que neste aspecto muito há a fazer principalmente ...no que se refere è publicidade que é feita no sentido das pessoas adoptarem ou comprarem animais ... no inicio é tudo maravilhas... mas num mundo em que as pessoas se cansam do proprio aspecto ...mais se cansarão de um animal ...(terá que haver um controlo de natalidade de animais domésticos para que o drama não aumente)
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt

Criticalhar post

Contacta-nos


Image Hosted by ImageShack.us
criticalhando@sapo.pt

Horas

Críticas no Prazo de Validade

Certo ou Errado?

"Eles" andam aí....

Direito à Liberdade...

E esta Heim???

Até já...

Um dia para esquecer...

Inteligência medida aos p...

Afinal Como "O" Pronuncia...

Crescidos mas nem tanto.....

E vocês... Lêem?

Críticas Fora de Prazo

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Visitas